Deutsche Boerse e LSE reduzem requisitos para levar fusão adiante

segunda-feira, 11 de julho de 2016 13:43 BRT
 

(Reuters) - A London Stock Exchange e a Deutsche Boerse concordaram em reduzir o nível de aprovações de que precisam de investidores da bolsa alemã para aprovar sua planejada fusão.

As empresas reduziram o limite de aprovação de 60 por cento, ante um mínimo de 75 por cento no início, enquanto tentam dar sequência ao negócio após a votação da Grã-Bretanha para deixar a União Europeia e as preocupações do regulador da Alemanha.

"Essa mudança é puramente técnica. Estamos confiantes de que atingiremos o limite de 75 por cento durante o processo" disse o vice-presidente financeiro da Deutsche Boerse, Gregor Pottmeyer.

Reguladores financeiros na Alemanha e na Grã-Bretanha, juntamente com órgãos antitruste da UE, podem impor restrições à fusão de 27 bilhões de dólares.

A Deutsche Boerse disse no domingo temer que o piso de 75 por cento seja difícil de garantir, porque os fundos de índices, que têm até 15 por cento de suas ações, não podem aceitar a oferta até que o nível mínimo de aceitação seja atingido.

A Deutsche Boerse pediu a acionistas para aprovar o negócio -a terceira tentativa da LSE de se fundir com a bolsa alemã em cerca de 16 anos- numa votação inicialmente prevista para terminar em 12 de julho. No entanto, o período de aceitação está sendo estendido por mais duas semanas, para 26 de julho.

(Reportagem de Noor Zainab Hussain e Huw Jones)