Bancos e investidores marcam leilão de CDS da Oi para 21 de julho

segunda-feira, 11 de julho de 2016 21:29 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os donos de cerca 210 milhões de dólares em credit default swaps (CDS) lançados para proteger contra a falência da operadora de telefonia Oi serão pagos provavelmente no final do mês, depois que um grupo da indústria marcou um leilão dos valores mobiliários para o dia 21 de julho.

No início deste mês, a Associação Internacional de Derivativos e Swaps (Isda, na sigla em inglês), com sede em Nova York, declarou "evento de crédito" desencadeando o leilão depois que a Oi entrou em junho com o maior pedido de recuperação judicial já realizado no Brasil.

Os investidores compram CDS como um seguro contra calote de emissores de bônus.

Um comitê de 15 bancos e investidores coordenado pela associação anunciou a data do leilão em comunicado em seu site nesta segunda-feira. O leilão vai determinar o valor final dos bônus, para que os contratos ligados aos CDS sejam pagos, disseram fontes à Reuters.

Os títulos foram emitidos pela Portugal TelecomInternational Finance BV, subsidiária da Oi. O valor nocional bruto dos swaps era de 1,4 bilhão de dólares em 1º de julho, segundo dados no site da Isda.

A Oi pretende reestruturar cerca 65 bilhões de reais em dívidas.

Uma lista preliminar dos bônus no leilão está disponívelno site da Isda e inclui sete denominados em euros,emitidos pela Portugal Telecom International, com vencimento entre 2016 e 2025, avaliados em 4,15 bilhões de euros.

Uma lista final dos títulos no leilão será anunciada em 18 de julho.

(Por Ana Mano)