Congresso diz que dívida dos EUA vai subir mais rápido que o previsto anteriormente

terça-feira, 12 de julho de 2016 20:01 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A dívida dos Estados Unidos vai subir mais rápido do que o previsto anteriormente ao longo das próximas duas décadas devido ao crescimento econômico mais lento e à aprovação de cortes de impostos no ano passado, disse nesta terça-feira o Comitê de Orçamento do Congresso norte-americano.

No mais recente relatório, o Comitê projetou que a dívida federal subiria do patamar atual de 75 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) para 122 por cento até 2040. O número está acima da estimativa anterior, de 107 por cento em 2040, e é muito superior à máxima no pós-guerra, de 106 por cento do PIB.

Para 2046, o Comitê reduziu sua projeção de dívida em 14 pontos percentuais, para 141 por cento do PIB, dizendo agora esperar que as taxas de juros sejam mais baixas do que o previsto anteriormente.

A dívida federal norte-americana nas mãos do público praticamente dobrou desde 2008 após a recessão e vai continuar a subir sem mudanças na política de impostos e de gastos, disse o Comitê.

Para manter a dívida federal em seu patamar atual de 75 por cento do PIB, o Comitê disse que as autoridades precisariam concordar em um pacote de corte de gastos, aumento de impostos ou ambos equivalente a 1,7 por cento do PIB por ano. Apenas em 2017, a mudança sugerida seria equivalente a 330 bilhões de dólares ou 1.000 dólares por pessoa nos EUA.

(Por David Morgan)