Auditores da Receita Federal anunciam greve a partir de 5ª-feira

terça-feira, 12 de julho de 2016 20:29 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Auditores da Receita Federal vão iniciar uma greve por tempo indeterminado na quinta-feira por aumento salarial, afirmou o sindicato da categoria nesta terça-feira, apenas três semanas antes dos Jogos Olímpicos do Rio, quando são esperados milhares de turistas no país.

O Sindifisco aprovou na sexta-feira a greve para pressionar o governo a honrar sua promessa de aumentar os salários em 5,5 por cento a partir de agosto, disse o presidente do sindicato, Claudio Damasceno, em uma entrevista.

"Sabemos que é um evento internacional e esperamos que o governo resolva antes essa situação", disse Damasceno, que representa o sindicato com 10.400 auditores fiscais no país.

   "O desembarque de passageiros é controlado por auditores fiscais. Se nós fizermos um movimento forte, vai atrapalhar muito a questão da Olimpíada."

As autoridades esperam que mais de 500.000 turistas estrangeiros visitem o Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos, que começam em 5 de agosto.

Os auditores fiscais pretendem parar as atividades às terças e quintas-feiras até que o governo emita um decreto para elevar seus salários, disse Damasceno, que estima que a greve pode custar ao governo cerca de 1,5 bilhão de reais por mês em receitas fiscais.

O Ministério do Planejamento disse em um comunicado este mês que estava revendo os acordos salariais acertados pela presidente afastada Dilma Rousseff.

(Reportagem de Alonso Soto)