Dólar cai 0,71% ante real com otimismo sobre Brasil, à espera de votação na Câmara

quarta-feira, 13 de julho de 2016 17:13 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda frente ao real nesta quarta-feira, reagindo ao otimismo dos investidores com as perspectivas brasileiras, mesmo em meio a alguma cautela antes da votação da presidência da Câmara dos Deputados e à atuação do Banco Central brasileiro.

O quadro relativamente tranquilo nos mercados externos também ajudou a trazer alívio ao câmbio no Brasil, embora algumas praças externas tenham sucumbido após três dias de bom humor motivado por expectativas de estímulos econômicos.

O dólar recuou 0,71 por cento, a 3,2745 reais na venda, após chegar a 3,2719 reais na mínima do dia. O dólar futuro tinha desvalorização de cerca de 0,70 por cento no fim da tarde.

"O mercado comprou a ideia de que o Brasil virou a esquina e isso permite que o câmbio se movimente de forma mais comportada", disse o diretor de câmbio do Banco Paulista, Tarcísio Rodrigues.

Operadores apostam que Temer terá mais facilidade que sua antecessora, a presidente afastada Dilma Rousseff, para aprovar medidas de austeridade fiscal no Congresso, perspectiva que vem contribuindo para aumentar a demanda por ativos brasileiros.

A equipe de estratégia do banco HSBC recomendou a clientes que comprem títulos de 10 anos do Brasil, citando a influência de Temer no Congresso, o quadro global mais favorável e a credibilidade do presidente do BC, Ilan Goldfajn.

Nesta sessão, no entanto, operadores adotaram alguma cautela antes da votação na Câmara, marcada para começar no final desta tarde. Na véspera, a bancada de deputados do PMDB decidiu que teria candidatura própria à presidência da Câmara e escolheu o deputado Marcelo Castro (PI) como postulante oficial do partido, à revelia do Palácio do Planalto.

O presidente do PT, Rui Falcão, elogiou Castro como um bom nome na disputa, que agora terá 14 candidatos.   Continuação...