Citigroup tem queda menor que a esperada no lucro do 2o trimestre

sexta-feira, 15 de julho de 2016 12:14 BRT
 

(Reuters) - O Citigroup superou expectativas de Wall Street nesta sexta-feira, com uma queda menor que a esperada no lucro do segundo trimestre, num resultado apoiado parcialmente por uma retomada na atividade de corretagem que minimizou os efeitos dos juros baixos nos Estados Unidos.

Assim como seus rivais, o Citigroup viu um aumento nos volumes de corretagem depois que o Reino Unido decidiu em 23 de junho sair da União Europeia (UE).

O quarto maior banco dos EUA em ativos afirmou que o lucro ajustado no segundo trimestre caiu 14 por cento, para 4 bilhões de dólares, bem menos que a queda de 25 por cento que o presidente-executivo da instituição, Michael Corbat, tinha alertado no início de junho.

O lucro por ação recuou de 1,45 para 1,24 dólar, superando a expectativa média de analistas de 1,10 dólar por papel, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

O resultado veio depois que o rival JPMorgan divulgou na véspera desempenho acima do esperado para o segundo trimestre, impulsionado por operações mais robustas de corretagem com bônus e moedas.

Depois de subir os juros em dezembro pela primeira vez em quase uma década, o mercado esperava que o Federal Reserve, banco central norte-americano, promovesse pelo menos mais dois aumentos na taxa este ano. Mas Wall Street agora está incerta de que haverá qualquer novo aumento do juro nos EUA este ano, especialmente depois da decisão do Reino Unido de sair da UE.

(Por Carmel Crimmins)