Protestos atrasam embarques de petróleo do porto de Hariga na Líbia

domingo, 17 de julho de 2016 11:35 BRT
 

BENGHAZI, Líbia (Reuters) - Um protesto de guardas sobre pagamento de salários fechou o terminal de petróleo da Líbia de Hariga neste domingo, atrasando dois carregamentos de petróleo, disse uma autoridade portuária.

Uma unidade da Guarda de Instalações de Petróleo da Líbia tomou a iniciativa, alegando não ter recebido seus salários recentemente, disse um funcionário de Hariga.

Ele disse que o protesto tinha atrasado dois navios, um dos quais já estava ancorado no porto e o segundo agendado para atracar mais tarde neste domingo. Hariga tem uma capacidade de exportação de cerca de 120 mil barris por dia (bpd).

A produção de petróleo da Líbia tem sido fortemente impactada por disputas industriais, insegurança e conflitos políticos, desde que o país entrou em crise após a revolta que derrubou Muammar Gaddafi, há cinco anos.

A produção caiu para menos de um quarto de uma máxima de 1,6 milhão de barris em 2011.

(Por Ayman al-Warfalli)