Aeroportos do país têm longas filas com novas regras a menos de 3 semanas da Olimpíada

segunda-feira, 18 de julho de 2016 11:56 BRT
 

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A entrada em vigor nesta segunda-feira de padrões de segurança mais rígidos nos aeroportos do país provocava longas filas e atrasos para passageiros em aeroportos do país, a menos de 20 dias da abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro.

No aeroporto Santos Dumont, na região central da cidade-sede dos Jogos Olímpicos, a fila para passar pela segurança dava duas voltas no saguão superior na manhã desta segunda, e a segurança acabou desistindo de fazer a revista corporal.

Também havia longas filas e muita demora em Congonhas, em São Paulo. Segundo uma atendente da companhia aérea Latam, mais de 50 passageiros já tinham perdido o voo antes das 7:00 da manhã por não conseguirem chegar à área de embarque.

As novas regras de segurança ampliam para todos os voos normas que antes só eram exigidas em voos internacionais, como a revista de passageiros para o acesso a áreas restritas dos aeroportos e a inspeção de bagagens de mão.

Balanço divulgado no site da Infraero às 8h apontou que de um total de 335 voos domésticos em aeroportos da Rede Infraero e dos concedidos à iniciativa privada de Brasília e do Galeão (RJ), 7 (2,1 por cento) estavam atrasados e outros 7 (2,1 por cento) foram cancelados.

O aumento na segurança dos aeroportos do país entrou em vigor a 18 dias da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que acontecem de 5 a 21 de agosto e que têm a segurança como uma das principais preocupações, em especial após recentes atentados na Europa e nos Estados Unidos.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu, no Rio de Janeiro, e Cesar Bianconi, em São Paulo)

 
Fila de passageiros vista no aeroporto de Congonhas, São Paulo, após implementação de novas regras de segurança.     18/07/2016   REUTERS/Nacho Doce