Líbia reduz produção após protesto interromper exportações pelo porto de Hariga

terça-feira, 19 de julho de 2016 10:41 BRT
 

BENGHAZI, Líbia (Reuters) - Um protesto relacionado a salários que fechou o terminal de petróleo de Hariga, na Líbia, obrigou o operador do campo petrolífero de Sarir a suspender a produção de 100 mil barris por dia, disse um porta-voz da petroleira nesta terça-feira.

Omran al-Zwai, porta-voz da empresa estatal de petróleo da Líbia AGOCO, disse que a produção no campo de petróleo Messla também seria reduzida a um mínimo dentro de quatro ou cinco dias se as exportações permanecerem interrompidas em Hariga.

As exportações foram suspensas no domingo após a Guarda de Instalações de Petróleo da Líbia chegar ao porto para protestar, alegando não ter recebido seus salários recentemente.

Protestos, conflitos e disputas políticas têm reduzido a produção de petróleo da Líbia acentuadamente desde que o país entrou em crise após a revolta que derrubou Muammar Gaddafi, há cinco anos. A produção caiu para menos de um quarto de uma máxima de 1,6 milhão de barris registrada em 2011.

(Por Ayman al-Warfalli)