REPERCUSSÃO-BC mantém Selic e reforça que não há espaço para cortes

quarta-feira, 20 de julho de 2016 20:08 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Central manteve nesta quarta-feira a taxa básica de juros em 14,25 por cento ao ano em decisão unânime e em linha com expectativa dominante de especialistas, na primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) sob o comando de Ilan Goldfajn.

No comunicado, com novo formato e mais longo, o BC reforçou que não há espaço para reduzir a Selic, citando riscos ao cenário de inflação.

Veja comentários de analistas sobre a decisão:

ALEX AGOSTINI, ECONOMISTA-CHEFE, AUSTIN RATING

"Os juros não caem em agosto e isso fica muito evidente principalmente no item que o BC cita que a inércia pode adiar o processo de desinflação.

"A gente ainda precisa acompanhar mais os desdobramentos da economia até lá (a próxima reunião), mas acho que não tem espaço para corte em agosto.

"Ainda tínhamos uma esperança de que (a Selic) pudesse cair em agosto... Mas agora isso muda nosso cenário para o primeiro corte em outubro."   Continuação...