BCE mantém taxas de juros e orientação como esperado

quinta-feira, 21 de julho de 2016 09:19 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) deixou as taxas de juros inalteradas como esperado nesta quinta-feira, mantendo-as em mínimas recordes no momento em busca de reanimar o crescimento e a inflação com crédito barato.

A decisão de manter os juros era esperada por todos os 45 analistas consultados pela Reuters depois que o BCE cortou sua taxa de depósito ainda mais fundo em território negativo em março, ampliou suas compras de ativos e ofereceu nova rodada de empréstimos baratos.

O BCE acrescentou que continua a esperar que suas taxas de juros permaneçam nos níveis atuais ou mais baixos por um período prolongado e bem além do horizonte das compras de ativos.

O banco também disse que seu programa de compra de ativos de 80 bilhões de euros por mês vai acontecer até o final de março de 2017, ou além disso se necessário, e até que o banco veja um ajuste sustentado na trajetória da inflação consistente com sua meta de inflação.

Na reunião desta quinta-feira, o BCE manteve sua taxa de depósito, em geral considerada com sua principal ferramenta de taxa de juros, em -0,40 por cento.

A principal taxa de refinanciamento, que determina o custo do crédito na economia, permaneceu em zero por cento, enquanto a taxa de empréstimo ficou em 0,25 por cento.

Os mercados agora voltam sua atenção para a entrevista coletiva do presidente do BCE, Mario Draghi, às 9:30 (horário de Brasília), em que ele pode discutir o impacto da decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, a situação dos bancos italianos e a esperada dificuldade em encontrar títulos suficientes para serem comprados sob seu programa de compras de ativos.

(Reportagem de Balazs Koranyi)