Kerry pedirá soluções diplomáticas para tensões sobre o Mar do Sul da China 

sábado, 23 de julho de 2016 12:23 BRT
 

Por Lesley Wroughton

PARIS (Reuters) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, vai pedir que os países do sudeste asiático, durante um encontro no Laos na semana que vem, explorem maneiras diplomáticas para aliviar as tensões com a China sobre o Mar do Sul da China, após um tribunal internacional ter negado as reivindicações territoriais de Pequim. 

Kerry viaja para a capital do Laos, Vientiane, na segunda-feira para se reunir com ministros das Relações Exteriores da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), que conta com 10 membros. 

A expectativa é que as tensões entre a China e diversos membros da Asean, em particular Filipinas e Vietnã, sobre o Mar do Sul da China, devem dominar as conversas no Laos.

“O secretário vai reforçar nossa esperança de que… todas as partes agora vão se voltar construtivamente em direção a um esforço para encontrar maneiras diplomáticas de interagir pacificamente no Mar do Sul da China”, disse um alto representante dos EUA a repórteres antes da viagem. 

A reunião anual da Asean será a primeira desde a decisão de 12 de julho pelo Tribunal Permanente de Arbitragem de Haia sobre uma reclamação levantada pelas Filipinas de que a China não possui reivindicação histórica sobre águas do Mar do Sul da China.

A China tem sido enfática em rejeitar o veredito e prometeu realizar pedidos que conflitam com as de diversos dos seus vizinhos menores. A China também tem culpado os EUA por incentivar problemas no Mar do Sul da China, um canal marítimo vital pelo qual mais de 5 trilhões de dólares em comércio são transportados anualmente. 

Citando regras internacionais, os EUA têm conduzido patrulhas de liberdade de navegação perto de ilhas onde a China tem aumentado sua presença militar, o que exacerbou ainda mais as tensões. 

O representante norte-americano disse que é importante que membros da Asean “se pronunciem e representem os pontos em comum que encontrarem nessas questões”, incluindo no Mar do Sul da China, à medida que negociam os termos para um comunicado conjunto ao fim do encontro.

Kerry também discutirá questões econômicas e comerciais, esforços de combate a mudanças climáticas, contraterrorismo e Coreia do Norte durante suas reuniões.