TIM espera ganhos de eficiência em novo plano para Brasil

terça-feira, 26 de julho de 2016 11:11 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A operadora de telefonia TIM cortou em cerca de 11 por cento seu plano de investimento até 2018, aproveitando o momento de fraco crescimento da economia para barganhar descontos junto a fornecedores enquanto investe para ampliar suas rede de terceira e quarta gerações no país.

Em teleconferência com analistas do setor nesta terça-feira, o presidente da TIM, Stefano de Angelis, afirmou que "quem tem dinheiro na mão no Brasil neste momento tem oportunidade de chamar fornecedores e ter ganhos inimagináveis um ano e meio atrás".

Às 11:10, as ações da TIM avançavam quase 4 por cento, liderando as altas do Ibovespa, que subia 0,4 por cento.

A empresa divulgou mais cedo lucro de 74,4 milhões de reais para o segundo trimestre, sensível queda ante o resultado positivo de um ano antes de 943,5 milhões. No novo plano anunciado, os investimentos previstos para entre 2016 e 2018 passaram a 12,5 bilhões de reais ante plano anunciado no início do ano de até 14 bilhões de reais.

(Por Alberto Alerigi Jr.)