Lojas Renner espera seguir expandindo margem bruta, mas em ritmo menor

terça-feira, 26 de julho de 2016 16:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Lojas Renner espera continuar expandido a margem bruta no segundo semestre, embora não na mesma magnitude dos primeiros seis meses do ano, disse nesta terça-feira o diretor financeiro e de relações com investidores da varejista, Laurence Gomes.

No primeiro semestre, a margem bruta da operação de varejo de Lojas Renner cresceu 1,6 ponto percentual frente ao mesmo período do ano anterior, sendo que apenas no segundo trimestre a alta foi de 1,9 ponto percentual - desempenho considerado expressivo por analistas do Santander Brasil diante da recessão no país.

Além do efeito do clima mais frio nas vendas, Gomes atribuiu o resultado apurado no último trimestre à gestão dos estoques e baixo nível de remarcações.

"Esperamos manter essa conquista e por isso acreditamos que será possível continuar expandido margem bruta no segundo semestre", afirmou o executivo durante teleconferência com analistas. Ele ponderou, contudo, que a Lojas Renner espera uma expansão em magnitude menor do que a vista no primeiro semestre.

Em relação às vendas no conceito mesmas lojas, o executivo afirmou que a companhia terá uma maior visibilidade sobre o terceiro trimestre apenas em agosto, quando entra nova coleção.

"Estamos esperando um terceiro trimestre muito parecido com o segundo trimestre", disse ele, citando que em julho a companhia ainda não viu recuperação do fluxo de consumidores nas lojas, que continuam se mostrando bastante cautelosos.

Gomes afirmou ainda que fica cada vez mais difícil para a companhia atingir um desempenho de vendas mesmas lojas perto ou alinhado com a inflação este ano.

A varejista de moda reportou na noite de segunda-feira lucro líquido de 174,8 milhões de reais no segundo trimestre, alta de 10,5 por cento na comparação anual. O crescimento das vendas considerando a base mesmas lojas avançou 2,9 por cento.

Às 16h, as ações da Lojas Renner exibiam alta de 1,5 por cento, cotadas a 26,45 reais, enquanto o Ibovespa tinha oscilação positiva de 0,04 por cento.

(Por Paula Arend Laier)