Dólar fecha em queda frente ao real; mercado aguarda BCs dos EUA e do Japão

terça-feira, 26 de julho de 2016 17:07 BRT
 

Por Flavia Bohone e Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda frente ao real nesta terça-feira, após marcar alta de 1 por cento na sessão anterior, com investidores evitando grandes apostas antes das decisões dos bancos centrais dos Estados Unidos e do Japão, que podem influenciar a liquidez nos mercados globais.

O dólar recuou 0,72 por cento, a 3,2703 reais na venda, após subir 1,10 por cento no pregão anterior. O dólar futuro caía cerca de 0,7 por cento no fim desta tarde.

"O mercado está em compasso de espera porque ninguém quer ser pego de surpresa pelo comunicado do Fed", disse o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno, referindo-se ao Federal Reserve, banco central norte-americano.

De maneira geral, a expectativa é que o Fed mantenha a taxa de juros, mas operadores aguardavam o comunicado em busca de sinalizações sobre os próximos passos da política monetária na maior economia do mundo.

Juros mais altos nos EUA poderiam atrair para lá recursos atualmente aplicados em outros países, como o Brasil.

Esse efeito pode ser parcialmente compensado, porém, pela postura mais austera do Banco Central brasileiro, que reforçou na ata do Comitê de Política Monetária (Copom) que não vê espaço para corte de juros agora.

No mercado de juros futuros, operadores passaram a apostar que a Selic --em 14,25 por cento há um ano, uma das maiores taxas de juros do mundo-- só começará a cair a partir de novembro, na última reunião do Copom neste ano. Na semana passada, os DIs mostravam que o afrouxamento monetário teria início em outubro.

Segundo operadores, essa perspectiva contribuiu para enfraquecer o dólar frente ao real, movimento que se destacou em relação a outros mercados de câmbio na América Latina.   Continuação...