Maia diz que Câmara vai trabalhar com prioridades do governo nas votações

quarta-feira, 27 de julho de 2016 10:54 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira, após se reunir com o ministro Henrique Meirelles (Fazenda), que a Câmara vai trabalhar com as prioridades do governo nas votações em agosto.

Além da tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos, Maia disse que espera já na próxima semana conseguir votar o projeto de renegociação das dívidas dos Estados.

Falando a jornalistas, Maia disse que gostaria que a PEC deixasse em agosto a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, primeiro passo da tramitação e onde aguarda o parecer do relator. Após a CCJ, a PEC vai para uma comissão especial e só depois disso irá ao plenário da Casa.

"Temos toda a condição de entrar no mês de outubro com a comissão especial votando a proposta", disse Maia. "E durante o mês de novembro, no máximo, votar essa matéria no plenário."

Apesar do desafio de garantir quórum para votações em meio à Olimpíada e início da campanha para as eleições municipais, Maia disse que deseja colocar em votação as mudanças na legislação do pré-sal na segunda semana de agosto.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)