Coca-Cola tem receita abaixo do esperado pressionada por China e mercados na América Latina

quarta-feira, 27 de julho de 2016 15:10 BRT
 

(Reuters) - A Coca-Cola divulgou nesta quarta-feira receita abaixo do esperado para o trimestre passado, em resultado afetado por fraqueza na China e alguns mercados da América Latina, incluindo o Brasil. A empresa afirmou ainda que não vê melhora nestas regiões no restante do ano.

As ações da maior fabricante de refrigerante do mundo recuavam 3,5 por cento após o resultado, em que a companhia cortou a projeção de crescimento de faturamento deste ano.

As vendas da empresa na China foram afetadas por redução de estoques por parte de atacadistas diante da demanda menor dos consumidores no país.

A Coca-Cola afirmou que está trabalhando para lidar com mudanças de preferência dos consumidores na China, como a crescente demanda por água premium e queda na popularidade de sucos.

A empresa, assim como várias multinacionais, também está lidando com níveis elevados de inflação em algumas economias latino-americanas, incluindo Brasil, Argentina e Venezuela.

O lucro líquido atribuível a acionistas da Coca-Cola subiu 11 por cento, para 3,45 bilhões de dólares, ou 0,79 dólar por ação no trimestre passado. Excluindo eventos não recorrentes, a empresa teve lucro equivalente a 0,60 dólar por papel.

A receita operacional líquida caiu 5,1 por cento, para 11,54 bilhões de dólares, a quinta queda trimestral consecutiva.

Analistas, em média, esperavam lucro de 0,58 dólar por ação, sob receita de 11,63 bilhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.