Governo amplia em R$800 mi autorização de crédito para obras de infraestrutura ligadas a Olimpíadas

quinta-feira, 28 de julho de 2016 19:23 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu nesta quinta-feira ampliar em 800 milhões de reais o limite para contratação de financiamento para empreendimentos de infraestrutura associados à realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Em resolução, o limite total passou a ser de até 5,4 bilhões de reais para projetos do tipo por meio de financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ante montante anterior de até 4,6 bilhões de reais.

Segundo o Ministério da Fazenda, a mudança atende solicitação da Prefeitura do Rio de Janeiro para contratação de novo empréstimo junto ao BNDES para custear obras como BRT Transbrasil, VLT do Rio, duplicação do Elevado do Joá, ligação Transolímpica-Transbrasil, entornos do Parque Olímpico e Engenhão, entre outras.

"Essas obras, segundo informações prestadas pelo município, apresentam estágio avançado em sua execução, mas há atualmente um descasamento entre seus cronogramas físico e financeiro. Isso aconteceu porque algumas delas passaram por aumento de escopo e alongamento dos prazos de execução, provocando a necessidade de reajustamento dos valores a serem desembolsados pelo município", acrescentou.

A Fazenda informou ainda que a operação de financiamento não conta com garantia da União.

Os Jogos Olímpicos no Rio acontecem de 5 a 21 de agosto. O orçamento total dos Jogos se aproxima dos 40 bilhões de reais, sendo a maior parte em projetos de infraestrutura.

(Por Marcela Ayres)