Entrada da Statoil em Carcará é positiva para sócia Galp, dizem analistas

sexta-feira, 29 de julho de 2016 12:37 BRT
 

LISBOA (Reuters) - A compra pela norueguesa Statoil da participação de 66 por cento do bloco BM-S-8, da Petrobras, no pré-sal da Bacia de Santos, por 2,5 bilhões de dólares, é positiva para a avaliação da Galp, majoritária na petroleira no Brasil que tem uma participação de 14 por cento no ativo, segundo analistas de mercado.

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira que seu Conselho de Administração aprovou a venda de participação no bloco exploratório, onde está o prospecto exploratório de Carcará, uma das grandes descobertas de petróleo no mundo nos últimos anos, segundo informações do consórcio.

"É positivo para a Galp, do ponto de vista estratégico e de avaliação", disse o Haitong. "O fato de a Statoil ser agora a operadora deverá permitir um desenvolvimento mais rápido do projeto, pois a Petrobras tem um balanço pressionado e tinha de dar prioridade no capex a projetos mais fáceis de desenvolver."

O Jefferies disse que a transação contribui com a avaliação que faz da Galp, mas salientou que também é importante para o resto do setor.

"Esta venda é significativa para a indústria, pois representa o primeiro exemplo da Petrobras a ceder a posição de operadora nos ativos do pré-sal na Bacia de Santos."

O BPI também vê a venda como positiva para a Galp.

(Por Shrikesh Laxmidas)