Produção de açúcar do centro-sul cresce 30% na safra 2016/17, diz Unica

sexta-feira, 29 de julho de 2016 12:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de açúcar do centro-sul do Brasil, principal região produtora no maior exportador global da commodity, registrou um crescimento de 30 por cento no acumulado da safra 2016/17 até o final da primeira quinzena de julho, na comparação com o mesmo período de 2015/16, totalizando 13,806 milhões de toneladas, informou a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta sexta-feira.

O processamento na primeira quinzena do mês foi forte, crescendo 95 por cento ante o mesmo período do ano passado, para 2,83 milhões de toneladas, volume que superou também o total registrado na segunda metade de junho (2,79 milhões de toneladas), com o tempo seco permitindo "excepcional aproveitamento de tempo pelas indústrias".

No acumulado da safra desde 1º de abril, a quantidade de cana moída somou 261,4 milhões de toneladas, alta de 16 por cento na comparação anual, colaborando para o aumento da produção de açúcar no mesmo período.

"Este aumento acentuado da moagem remete à expansão da área colhida comparativamente àquela observada em igual período de 2015", afirmou a associação.

A Unica ressaltou no entanto que, do volume de 3,20 milhões de toneladas de açúcar registrado a mais no acumulado da atual safra, cerca de metade derivam do crescimento no volume processado de cana, "não estando exclusivamente associado, portanto, a uma mudança no mix de produção".

"Nesse sentido, os valores registrados até o momento não podem ser extrapolados de forma direta para os demais meses da safra", afirmou.

Apesar dos fortes dados, que ficaram dentro da expectativa, o açúcar bruto operava em alta de cerca de 2 por cento em Nova York, por volta das 11:10.

Até o momento na safra, os produtores do centro-sul estão direcionando um volume de cana maior para o açúcar do que o registrado no ano passado, com usinas tendo vendido antecipadamente grande parte da produção em meio a melhores preços: o mix de cana destinada para o açúcar está em 44,21 por cento, ante 40,17 por cento na temporada anterior.

Já o mix de cana para o etanol está em 55,79 por cento, o que resultou em uma produção de 10,76 bilhões de litros no acumulado da safra, alta de 10 por cento na comparação anual. Na quinzena a produção de etanol subiu 37 por cento ante o mesmo período do ano passado, para 1,912 bilhão de litros.   Continuação...