Bovespa fecha em alta de 1% com noticiário corporativo e tem ganho superior a 10% no mês

sexta-feira, 29 de julho de 2016 18:21 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em alta de mais de 1 por cento nesta sexta-feira, na máxima em quase três meses, com as ações da Petrobras entre as maiores altas, após a estatal anunciar a venda de fatia em área no pré-sal por 2,5 bilhões de dólares.

O noticiário corporativo dominou as atenções no último pregão do mês, com um conjunto misto de resultados que, combinado com anúncios de revisão de estimativas, colocou Embraer e Ambev na ponta negativa e BRF e Raia Drogasil entre as maiores altas.

O Ibovespa subiu 1,13 por cento, para 57.308 pontos, maior nível de fechamento desde 5 de maio de 2015. O volume financeiro somou 8,5 bilhões de reais.

O Ibovespa avançou 0,54 por cento na semana, completando uma sequência de sete semanas seguidas de alta, maior série de valorização desde outubro de 2010. A última vez que o índice subiu mais do que sete semanas foi em 2009, quando contabilizou nove semanas de ganhos.

O índice valorizou-se 11,22 por cento em julho, elevando o ganho acumulado no ano a 32,2 por cento.

Na visão do gestor Eduardo Roche, da Canepa Asset Management, os dados sobre o crescimento mais fraco da economia norte-americana ajudaram a fortalecer a Bovespa à tarde, mas o destaque foi mesmo Petrobras, com anúncio de desinvestimento e virada do petróleo para alta ao longo do dia.

DESTAQUES   Continuação...