99Taxis lança serviço para concorrer com aplicativos de transporte

segunda-feira, 1 de agosto de 2016 12:33 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A 99Taxis anunciou nesta segunda-feira que terá a partir de setembro uma opção de serviço que vai competir diretamente com empresas de aplicativos de transporte urbano como Uber e Cabify em São Paulo, que têm conquistado espaço na maior cidade do país em um momento de consumidores retraídos e de olho em preço.

A companhia brasileira, fundada em 2012, que por enquanto vinha se concentrando no mercado de taxistas, afirmou que terá até o começo do próximo mês 1.000 motoristas cadastrados para um serviço "chapa cinza" na capital paulista.

O termo refere-se à cor das placas de veículos guiados por motoristas particulares que dirigem seus próprios carros ou de terceiros para atenderem corridas criadas por aplicativo de celular, de forma semelhante aos serviços oferecidos pela empresa norte-americana Uber e pela espanhola Cabify.

"Desde janeiro até hoje, as corridas de táxi caíram cerca de 40 por cento por causa do preço. Se a gente continuar só trabalhando com táxi vamos ter muito menos capacidade de competir e fortalecer o sistema táxi", disse o gerente de relações públicas da 99, Ricardo Kauffman.

O anúncio ocorre em um momento de intensa competição por passageiros na cidade de São Paulo e em outras cidades do país. O Uber afirmou em fevereiro que tinha meta de adicionar 50 mil novos motoristas no Brasil ante cerca de 10 mil e a Cabify lançou serviços na cidade no final de maio, atraindo mais de 7 mil candidatos para dirigir pelo aplicativo da empresa. São Paulo ainda teve este ano a chegada da indiana WillGo.

A 99Taxis tem atualmente cerca de 30 mil taxistas cadastrados em seu aplicativo na cidade de São Paulo e Kauffman afirmou que a empresa tem planos de expandir a oferta da placa cinza a outras cidades do país, como o Rio de Janeiro.

A companhia, que hoje oferece serviço em 300 cidades do país, recebeu um total de 40 milhões de dólares desde a fundação e tem entre os investidores grupos internacionais como Tiger Global e Monashees. A empresa atingiu equilíbrio financeiro, mas Kauffman não deu mais detalhes, apesar de acrescentar que a 99 tem ampliado base de clientes corporativos, com 300 empresas passando a ser clientes da plataforma em julho.

Segundo ele, o serviço de placa cinza será chamado de Pop e a partir de 31 de agosto será acrescentado ao aplicativo 99 dos usuários. Os 1.000 motoristas serão escolhidos entre os melhores cadastrados na plataforma, com preferência aos taxistas, afirmou. Os carros terão que ter até 5 anos de uso ante 8 anos estabelecidos na recente legislação aprovada na capital paulista que abriu espaço para os serviços de transporte por aplicativos.

Kauffman afirmou que o serviço Pop terá desconto acima de 20 por cento sobre o preço das corridas de taxi. "Os motoristas vão poder acessar um passageiro que hoje não usa táxi de jeito nenhum", afirmou ele.   Continuação...