McDonald's dos EUA conclui mudança para carne de frango livre de antibióticos

segunda-feira, 1 de agosto de 2016 16:00 BRT
 

OAK BROOK, Illinois (Reuters) - O McDonald's concluiu a retirada de carne de frango criado com antibióticos de sua cadeia de fornecimento nos Estados Unidos meses antes do previsto, parte de seu esforço para atingir um grupo crescente de consumidores mais atentos à saúde.

A companhia de fast food também disse que está removendo conservantes artificiais dos Chicken McNuggets e de diversos itens de café de manhã e está começando a usar pães de hamburguer que não contenham xarope de milho com alto teor de frutose.

As mudanças ocorrem no momento em que o McDonald's compete com outras cadeias de restaurante que estão reformulando seus menus para torná-los mais atrativos para consumidores em busca de opções mais saudáveis.

O McDonald's está mais obcecado com os consumidores do que nunca, disse Mike Andres, presidente do McDonald's dos EUA, a reporteres.

Alguns especialistas em saúde manifestaram preocupações de que o uso excessivo de antibioticos na avicultura pode reduzir a eficácia do combate de doenças em humanos.

A companhia havia planejado anteriormente eliminar a carne de frango criado com antibióticos até março de 2017. A mudança foi concluída antes devido ao trabalho mais rápido do que o esperado do Departamento de Agricultura dos EUA, que ajudou a verificar que as aves não recebiam as drogas, disse Marion Gross, vice-presidente sênior da cadeia de fornecimento do McDonald's norte-americano.

(Por Tom Polansek)