Bovespa fecha em queda de 1% pressionada por Petrobras

segunda-feira, 1 de agosto de 2016 17:34 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta segunda-feira, após fechar julho com alta de mais de 10 por cento, pressionado pelo recuo das ações da Petrobras na esteira da queda do preço do petróleo.

O Ibovespa caiu 0,96 por cento a 56.755 pontos. Na máxima, mais cedo, o índice subiu 0,7 por cento, para 57.729 pontos, renovando máxima intradia desde maio de 2015. O volume financeiro da sessão somou 6,58 bilhões de reais.

O Ibovespa fechou na sexta-feira no maior nível desde 5 de maio de 2015, após acumular alta de 11,22 por cento em julho, que elevou o ganho no ano para 32,2 por cento.

Wall Street corroborou movimentos de realização de lucros no pregão brasileiro no primeiro pregão de agosto, com o S&P 500 fechando em baixa de 0,13 por cento, também efetado pelo declínio do petróleo, que pressionou ações de energia.

Do lado positivo, o Credit Suisse elevou para "market weight" a recomendação para alocação das ações brasileiras no contexto da América Latina e aumentou a meta para o Ibovespa de 50 mil para 60 mil pontos no final do ano.

Carteiras de ações recomendadas para agosto compiladas pela Reuters também mostraram estrategistas ainda otimistas com as ações brasileiras, em meio a dados melhores de confiança e expectativas positivas sobre definições no campo político, além da perspectiva de manutenção da liquidez global.

DESTAQUES   Continuação...