Dow e S&P fecham em queda sob peso do setor de energia

segunda-feira, 1 de agosto de 2016 17:50 BRT
 

Por Chuck Mikolajczak

(Reuters) - Os índices Dow Jones e Standard & Poor's 500 fecharam em leve queda nesta segunda-feira, com o tombo dos preços do petróleo pesando sobre o setor de energia, mas os papéis de tecnologia Apple e Alphabet ajudaram a elevar o Nasdaq a sua máxima de fechamento em mais de um ano.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,15 por cento, a 18.404 pontos. O S&P recuou 0,13 por cento, a 2.170 pontos. O Nasdaq avançou 0,43 por cento, a 5.184 pontos.

O Nasdaq fechou no nível mais alto desde 21 de julho de 2015.

O S&P atingiu um novo recorde durante a sessão, mas devolveu os ganhos após os preços do petróleo nos EUA recuarem abaixo de 40 dólares por barril, o menor nível desde abril, para então encerrarem a 40,06 dólares.

"Mais uma vez, o petróleo emergiu como o verdadeiro termômetro em como os investidores avaliam a tendência para ações", disse o estrategista sênior de mercados do Global Markets Advisory Group, Peter Kenny.

"Agora, estamos começando a ver a narrativa de sobreoferta afetar o petróleo e afetar as ações".

O S&P acumulou alta de 3,6 por cento em julho, seu melhor mês desde março, tocando máximas históricas intradia sete vezes. O movimento veio na esteira de sinais de recuperação econômica e balanços corporativos não tão fracos quando se temia inicialmente.

Espera-se agora que os resultados mostrem queda de 3 por cento nos lucros no segundo trimestre, de acordo com dados da Thomson Reuters, ante declínio de 4,5 por cento inicialmente esperado em 1º de julho.

A ação da Apple subiu 1,8 por cento, no maior impulso aos três principais índices acionários. O papel já acumula alta de mais de 9 por cento desde que a companhia divulgou seu balanço na semana passada. A ação da controladora do Google Alphabet avançou 1,2 por cento.