Gabinete japonês aprova US$130 bi em medidas fiscais como parte de estímulo

terça-feira, 2 de agosto de 2016 08:30 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, aprovou nesta terça-feira 13,5 trilhões de ienes (132 bilhões de dólares) em medidas fiscais em um pacote de estímulo com o objetivo de recuperar o crescimento na terceira maior economia do mundo.

As medidas fiscais englobam 7,5 trilhões de ienes em gastos pelos governos nacional e regionais e 6 trilhões de ienes do programa de empréstimo e investimento fiscal, que não está incluído no orçamento geral do governo.

O número total do pacote, que inclui gastos por parcerias público-privada e outros que não são gastos diretos do governo, chega a 28,1 trilhões de ienes.

O governo disse esperar que o estímulo impulsione o Produto Interno Bruto (PIB) em cerca de 1,3 por cento no curto prazo.

(Por Tetsushi Kajimoto)

 
Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, durante evento em Tóquio.     21/06/2016        REUTERS/Thomas Peter/File Photo