Kuroda, do Banco do Japão, diz que revisão de política monetária não levará a enfraquecimentos de estímulos

terça-feira, 2 de agosto de 2016 08:53 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta terça-feira que a revisão planejada do banco central de sua política monetária no mês que vem não vai levar ao enfraquecimento de seus estímulos.

"Eu não acho que isso aconteceria", disse Kuroda quando questionado se a prometida revisão poderia levar ao encolhimento dos estímulos do banco central.

Kuroda não comentou sobre movimentos diários do mercado após os rendimentos dos títulos avançarem em meio a especulações de que a revisão poderia moderar o forte estímulo do banco central, no qual ele compra dívida emitida pelo governo.

O presidente do BC falou após se reunir com o ministro das Finanças, Taro Aso, e discutir a aprovação pelo Gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe de 13,5 trilhões de ienes (132 bilhões de dólares) em medidas fiscais em um pacote de estímulo com o objetivo de recuperar o crescimento da terceira maior economia do mundo.

(Por Tetsushi Kajimoto)

 
Presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda.    29/07/2016     REUTERS/Kim Kyung-Hoon