Inadimplência do Itaú Unibanco em grandes empresas deve aumentar, mas não afetará provisões

terça-feira, 2 de agosto de 2016 11:33 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O índice de inadimplência do Itaú Unibanco no segmento grandes empresas deve continuar subindo nos próximos trimestres, refletindo o forte avanço do indicador de 15 a 90 dias no segundo trimestre, disse nesta terça-feira o diretor de relações com investidores do banco, Marcelo Kopel.

O índice de 15 a 90 dias no setor no Brasil disparou para 2,3 por cento de abril a junho, ante 1,5 por cento no trimestre anterior e 1,4 por cento um ano antes. Já o índice acima de 90 dias no segmento chegou a 1,6 por cento, ante 1,5 por cento no trimestre imediatamente anterior e 1,8 por cento um ano antes.

Segundo Kopel, esse repique refletiu um caso específico, mas que já foi 100 por cento provisionado pelo banco. "O índice acima de 90 dias deve subir mais nos próximos trimestres, mas não terá impacto nas provisões", disse ele nesta quinta-feira em teleconferência com jornalistas.

(Por Aluísio Alves)