Taiwan vai ordenar saída do Uber do mercado

quarta-feira, 3 de agosto de 2016 08:28 BRT
 

TAIPÉ/HONG KONG (Reuters) - A Comissão de Investimento de Taiwan afirmou nesta quarta-feira que está pronta para ordenar a Uber Technologies para sair do mercado doméstico, afirmando que a companhia norte-americana inadequadamente se representa como uma empresa de tecnologia em vez de um serviço de transporte.

Emile Chang, secretária-executiva da comissão, afirmou que uma decisão final será tomada em 11 de agosto. O órgão supervisiona investimentos estrangeiros locais e internacionais.

O anúncio acontece em meio a uma mudança estratégica do Uber pela qual as operações da empresa na China serão assumidas pela chinesa Didi Chuxing.

A decisão de Taiwan soma-se a uma série de queixas oficiais contra a empresa norte-americana.

"O governo de Taiwan já se comunicou muitas vezes com a Uber... O pior cenário será uma ordem para a empresa sair do mercado", disse Chang, acrescentando que a companhia poderá apelar contra a decisão.

O diretor geral da Uber em Taiwan, Likai Gu, disse que a empresa espera que as autoridades da ilha "decidam à favor da inovação" e "abram um diálogo com a Uber".

"Queremos trabalhar com o governo de Taiwan para ajudá-lo a entender o papel da tecnologia na criação de oportunidades e atender as necessidades de transporte de Taiwan", afirmou o executivo.

A companhia ingressou em Taiwan em 2013, disparando confrontos com taxistas que promoveram mais recentemente um grande protesto contra a empresa em julho.

(Por Faith Hung em Taipé e Yimou Lee em Hong Kong)

(Por Alberto Alerigi Jr.)