AES Tietê tem lucro 14% menor no 2° tri após fim de contrato com Eletropaulo

quinta-feira, 4 de agosto de 2016 19:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A geradora AES Tietê, da norte-americana AES Corp, teve lucro líquido de 103,1 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 14,1 por cento ante mesmo período de 2015, principalmente devido ao fim de um vantajoso contrato de venda de energia para sua distribuidora AES Eletropaulo, informou a companhia nesta quinta-feira.

A geração de caixa trimestral medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou 241,1 milhões de reais, queda de 10 por cento ante o segundo trimestre de 2015.

A AES Tietê afirmou que com o término em 31 de dezembro de 2015 de seu contrato de venda de energia à Eletropaulo, a companhia negociou essa eletricidade com outros clientes a um preço menor, o que teve impacto negativo de 108,4 milhões de reais apenas sobre os resultados de abril a junho. Os números da companhia no primeiro trimestre já tinham sofrido pelo mesmo motivo.

O preço médio de venda da companhia nos três meses até junho foi de 143,83 reais por megawatt-hora, contra 194,12 reais no mesmo período do ano passado.

Com isso, a receita líquida caiu 38 por cento na comparação anual, para 412,1 milhões de reais.

Por outro lado, a melhoria do cenário de chuvas, que aumentou a produção nas hidrelétricas da empresa, gerou um impacto positivo de 91,1 milhões de reais para o lucro do segundo trimestre.

A AES Tietê aprovou a distribuição de 118,7 milhões de reais em dividendos referentes ao segundo trimestre.

A companhia também anunciou que realizará em 15 de agosto uma assembleia para aprovar um aumento de capital de 154,6 milhões de reais, por meio da capitalização parcial de reserva de ágio.

A AES Tietê opera hidrelétricas no Estado de São Paulo que somam 2.658 megawatts em capacidade instalada.

(Por Luciano Costa)