China ganha apesar de dados fracos de balança comercial; índice regional tem máxima de 1 ano

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 07:49 BRT
 

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - As bolsas chinesas fecharam com ganhos nesta segunda-feira, com uma alta nas ações de mineradoras e um interesse sustentado em ações do setor imobiliário compensando o impacto dos dados de comércio piores do que o esperado.

As exportações e as importações da China caíram mais que o esperado em julho, fazendo um começo difícil para o terceiro trimestre e sugerindo que a demanda global continua fraca.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 0,91 por cento, enquanto o índice de Xangai ganhou 0,94 por cento.

O índice que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão atingiu a máxima de um ano, conforme a busca dos investidores por rendimento ganhou impulso, ante um cenário de recuperação econômica dos Estados Unidos e de ultra-afrouxamento das condições da política monetária global.

O índice MSCI ganhava 1,11 por cento às 7:27, tendo atingido a máxima desde 11 de agosto de 2015. O índice acumula alta de 12 por cento em seis semanas.

Os índices japonês Nikkei e o australiano lideraram os ganhos da região.

(Por Saikat Chatterjee, Samuel Shen e Pete Sweeney)