JBS pede consentimento para reorganização global a detentores de bônus

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 10:21 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A JBS informou que a companhia e a JBS USA estão solicitando consentimentos de titulares de diversas séries de notas da companhia para certas renúncias e alterações, a fim de possibilitar a reorganização global da JBS e suas subsidiárias, segundo fato relevante nesta segunda-feira.

Os pedidos de permissão para seguir com a reorganização vieram depois que a subsidiária JBS Foods International enviou na sexta-feira à Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador dos mercados nos Estados Unidos, pedido para listagem de ações.

Em maio, o grupo líder em processamento de carne bovina no mundo anunciou planos para uma reorganização corporativa em que pretende criar uma empresa que agrupará as operações internacionais da companhia fora do Brasil, na mais recente medida para se transformar em uma companhia global de alimentos.

"Todo esse movimento é para tentar segregar os ativos e listá-los de forma geográfica a fim de destravar valor nas operações. Vemos essa operação como positiva, uma vez que tem um potencial enorme a ser destravado. O fato de ser listada nos EUA também exigirá que a empresa tenha um forte nível de governança", afirmaram analistas do BTG Pactual, em relatório.

Os pedidos feitos aos detentores de bônus envolvem papeis com vencimentos em 2020, 2021, 2023, 2024 e 2025 emitidos por JBS LUX SA, JBS Finance Inc e JBS Investimentos GMBH.

Os detentores de papéis que aceitarem a reorganização entre esta segunda-feira e 16 de agosto receberão 1,25 dólar para cada 1.000 dólares em principal que possuírem, segundo o comunicado da JBS.

Às 10:20, as ações da JBS subiam 2,26 por cento, enquanto o Ibovespa tinha queda de 0,19 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr., com reportagem adicional de Paula Arend Laier)