Importações de soja da China caem 18% em julho na comparação anual

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 10:49 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China importou 7,76 milhões de toneladas de soja em julho, uma queda de 18 por cento ante mesmo mês do ano passado, após maiores compras no primeiro trimestre terem impulsionado os estoques domésticos, mostraram dados da alfândega nesta segunda-feira.

O número representou uma leve alta ante as importações de junho, que foram de 7,56 milhões de toneladas.

As importações da China, que compra 60 por cento da soja negociada globalmente, podem influenciar fortemente os preços da oleaginosa, que atingiram mínimas em três meses e meio na última semana após projeções de uma safra recorde nos Estados Unidos.

As importações de soja da China vinham sendo fortes neste ano, conforme consumidores estocavam a commodity em meio a expectativas de uma menor oferta global e uma crescente demanda de produtores chineses que tentam restabelecer o rebanho de suínos do país, atualmente próximo de mínimas em dois anos.

A soja é moída para dar origem ao farelo, um ingrediente chave para alimentação animal, e para a produção de óleo de cozinha.

As importações totais nos primeiros sete meses do ano somaram 46,3 milhões de toneladas, acima das 44,7 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado.

(Por Dominique Patton)

(Por Luciano Costa)