Bolsas dos EUA recuam levemente após máximas recordes

segunda-feira, 8 de agosto de 2016 18:18 BRT
 

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos recuaram de máximas recordes nesta segunda-feira, com uma queda nos papéis de saúde ofuscando ganhos gerados por preços mais altos de petróleo e um forte relatório de empregos nos EUA.

Um rali para máximas históricas desde o final de junho elevou o S&P 500 em quase 7 por cento em 2016, com muitos investidores preocupados em relação às valorizações.

"Esta é uma pausa natural para reflexão dos mercados. Todos estão sentados dizendo 'caramba, o que nós fizemos?", disse o diretor de investimentos da Commonwealth Financial Network, Brad McMillan.

O S&P 500 abriu em máxima recorde antes fechar em queda de 0,09 por cento, a 2.180 pontos. O índice Dow Jones recuou 0,08 por cento, a 18.529 pontos. Já o Nasdaq Composite caiu 0,15 por cento, para 5.213 pontos.

Pressionado por perdas da Bristol-Myers, Merck e Allergan, o índice de saúde do S&P 500 caiu 0,9 por cento, enquanto o índice de biotecnologia da Nasdaq teve queda de 1,1 por cento.

Os preços do petróleo, subiram mais de 2 por cento, após um relatório indicar na semana passada que alguns membros da Opep pediram um congelamento na produção.

(Por Noel Randewich; reportagem adicional por Yashaswini Swamynathan)