Rio Tinto e BHP atacam proposta para nova taxa de mineração na Austrália

terça-feira, 9 de agosto de 2016 17:37 BRT
 

(Reuters) - As gigantes da mineração Rio Tinto e BHP Billiton emitiram comunicados nesta terça-feira atacando propostas para uma nova taxa de mineração como sendo danosas e injustas.

Brendon Grylls, líder do Partido Nacional no oeste da Austrália, propôs um imposto para o minério de ferro de 5 dólares australianos por tonelada, que impactaria diretamente a BHP e a Rio.

"Nós não entendemos porque uma proposta que é tão discriminatória e antieconômica seria mirada em duas companhias", disse a BHP em comunicado. "Mineradores no oeste da Austrália estão operando em um mercado internacional e nós temos de ser capazes de competir ou vamos perder participação no mercado."

O comunicado diz também que a BHP Billiton havia pago 65 bilhões de dólares em taxas e royalties na Austrália ao longo dos 10 últimos anos, incluindo 10,6 bilhões de dólares em royalties para o governo do oeste da Austrália.

Além disso, a companhia disse que investiu mais de 25 bilhões de dólares no Pilbara no oeste da Austrália ao longo da última década.

Separadamente, a Rio Tinto disse que também é uma das maiores contribuintes corporativas da Austrália e que pagou quase 11 bilhões de dólares em royalties para o governo do oeste do país desde 2010, em cima do gasto de 52 bilhões de dólares em bens e serviços locais ao longo do mesmo período.

(Por Barbara Lewis)