Exportações de trigo da França devem despencar com fraca colheita

terça-feira, 9 de agosto de 2016 18:11 BRT
 

PARIS (Reuters) - As exportações de trigo da França para fora da União Europeia podem cair em 60 por cento nesta safra, uma vez que o país enfrenta sua pior produtividade em 30 anos e qualidade irregular de grãos após tempo ruim atingir as lavouras, disse a consultoria Agritel.

A queda acentuada nas exportações pode permitir que a Alemanha supere a França como o principal exportador de trigo da UE em 2016/17, enquanto outros exportadores, da Rússia aos Estados Unidos, que estão vendo safras grandes também devem se beneficiar da oferta limitada da França, disse a Agritel nesta terça-feira.

A expectativa é que as exportações de trigo francês para fora da UE caiam para 5,1 milhões de toneladas em 2016/17, ante 12,8 milhões na safra passada. Isso ficaria abaixo das exportações alemãs, projetadas em 6,65 milhões de toneladas apesar dos riscos de chuva na Alemanha, disse a consultoria.

"A França provavelmente vai perder seu lugar de maior exportador de trigo da UE nesta safra", disse Michel Portier, chefe da Agritel, a repórteres.

As perspectivas de exportações de trigo da França estariam limitadas tanto por uma queda dramática na produção da lavoura, estimada pela Agritel para cair 30 por cento ante o recorde do ano passado, para 28,68 milhões de toneladas, quanto pelos baixos pesos específicos, uma medida comum de qualidade dos grãos.

Analistas diminuíram ao longo do último mês sua previsão para a safra do trigo, uma vez que a colheita mostrou efeitos severos de chuva pesada, sol limitado e doenças durante a primavera.

(Por Gus Trompiz)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

    REUTERS LM RS