Dólar reduz queda ante real, com tombo do petróleo

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 12:52 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar reduziu as perdas e voltou a oscilar perto da linha d'água frente ao real nesta quarta-feira, após os preços do petróleo passarem a cair e ofuscarem o bom humor que levou a moeda norte-americana a chegar mais perto de 3,10 reais pela manhã.

Preocupações com as perspectivas para as contas públicas brasileiras também contribuíram para tirar o dólar das mínimas em quase um ano. Mais cedo, a divisa chegou a recuar com mais intensidade, em linha com os mercados externos e após o Senado dar o aval à etapa final do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Às 12:50, o dólar recuava 0,23 por cento, a 3,1340 reais na venda. A moeda norte-americana chegou a 3,1132 reais na mínima da sessão, o menor nível intradia desde 14 de julho de 2015 (3,1114 reais).

O dólar recuou nas últimas seis sessões, acumulando queda de 4 por cento frente ao real. O dólar futuro caía cerca de 0,50 por cento no início da tarde.

"Essa queda do petróleo apagou um pouco a euforia da manhã. Sempre que há um movimento unidirecional no dólar, como nos últimos dias, há espaço para alguma consolidação (das cotações)", disse o estrategista de um banco internacional, sob condição de anonimato.

Após chegarem a subir mais cedo, os preços do petróleo passaram a recuar quase 2 por cento nesta quarta-feira após surpreendente aumento nos estoques da commodity nos EUA.

O movimento tirou força do apetite por risco nos mercados internacionais, levando o dólar a reduzir as perdas em relação às principais moedas emergentes.

A demanda por ativos de alto risco nos mercados globais tem permanecido forte e ganhou mais impulso na sexta-feira passada, quando dados mais fortes que o esperado sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos alimentaram otimismo sobre a recuperação econômica global.   Continuação...