Espanhola Isolux negocia venda de linhas de energia no Brasil

quarta-feira, 10 de agosto de 2016 17:05 BRT
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A espanhola Isolux está em negociações para a eventual venda de ativos de transmissão de energia elétrica no Brasil, que incluem empreendimentos como um linhão na região Norte, ligando a usina de Tucuruí e cidades como Macapá (AP) e Manaus (AM), afirmou a companhia à Reuters nesta segunda-feira.

"Não temos condições de confirmar nomes de empresas potencialmente interessadas em ativos do Grupo Isolux Corsán, mas... há negociações em curso, em função da qualidade dos referidos ativos", disse o grupo espanhol em nota.

A chinesa State Grid e a canadense Brookfield estão entre as interessadas nos ativos, disse à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto, na condição de anonimato.

A Isolux busca negociar ativos no Brasil devido a dificuldades financeiras. A empresa acaba de aprovar uma reestruturação de dívidas com credores na Espanha.

Segundo a fonte, próxima das conversas, ainda não há negócios fechados devido a um desentendimento em relação a valores.

"São ativos um pouco mais caros, é complicado... O que manda é a flexibilidade do preço... A precificação precisa alinhar o risco com o apetite pelo ativo", afirmou a fonte.

Brookfield e State Grid disseram que não iriam comentar as informações.

A Isolux possui atualmente cerca de 4,7 mil quilômetros em linhas de transmissão de energia no Brasil, dos quais 1,2 mil quilômetros referem-se ao linhão entre Tucuruí e Manaus, concluído em 2014.