Equatorial Energia diz que não disputará leilão da distribuidora Celg-D

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 16:48 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Equatorial Energia não pretende participar do leilão da concessão da distribuidora de eletricidade goiana Celg-D, controlada pela Eletrobras, que será privatizada em certame marcado para 19 de agosto na BM&FBovespa, afirmou um diretor da companhia em teleconferência com acionistas nesta quinta-feira.

Com isso, a holding que controla as distribuidoras Celpa e Cemar, em Pará e Maranhão, é mais uma a dizer que não entrará na licitação da elétrica, que será a primeira das subsidiárias de distribuição da Eletrobras a ser vendida, em um processo que deve incluir mais seis concessionárias até o final de 2017.

"As condições, pelo menos do nosso ponto de vista, não estariam adequadas para estar participando neste momento. A condição de preço, em si", disse o diretor financeiro da Equatorial, Eduardo Haiama.

O executivo, no entanto, não descartou que a empresa dispute a Celg-D caso o leilão seja revisto com novas condições, além de ter dito que a empresa analisará qualquer oportunidade de privatização de distribuidoras da Eletrobras.

"Nós vamos ter interesse em realmente gastar muito tempo olhando cada empresa que possa estar à venda", afirmou Haiama.

(Por Luciano Costa)