Lucro da Petrobras no 2º tri cai 30% após despesas com PDV e baixa contábil

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 21:42 BRT
 

Por Roberto Samora e Marta Nogueira

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras divulgou nesta quinta-feira um lucro líquido de 370 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 30,3 por cento ante mesmo período do ano passado, em meio a despesas bilionárias relacionadas a um programa de demissões voluntárias e a baixas contábeis.

O resultado positivo -- o primeiro depois de três períodos seguidos de prejuízo -- veio bem abaixo do esperado por analistas consultados pela Reuters. A expectativa era de um lucro líquido de 2,6 bilhões de reais, segundo a média das projeções, depois da estatal ter registrado prejuízo de 1,246 bilhão de reais no primeiro trimestre.

A companhia lançou no segundo trimestre despesas de 1,212 bilhão de reais com um novo programa de demissão voluntária, que já tem cerca 5 mil inscritos, enquanto busca reduzir custos em meio a uma enorme dívida. Além disso, a empresa registrou 1,124 bilhão de reais com impairment de ativos do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

O projeto, um dos principais alvos do investigação da operação Lava Jato, que apura um escândalo de corrupção envolvendo obras da Petrobras, empreiteiras e políticos, está sendo reavaliado.

"O que a gente tinha... é que (o Comperj) estava no processo de reavaliação, e esse processo se confirmou no segundo trimestre. Pelas normas contábeis, precisa fazer a baixa contábil", afirmou o diretor de Refino e Gás da Petrobras, Jorge Celestino, em entrevista a jornalistas após a divulgação dos resultados.

Celestino afirmou que a empresa já empenhou 13,5 bilhões de dólares no Comperj, cujas obras da unidade de refino 1 (trem 1 no jargão do setor) saíram do horizonte do plano de negócios da empresa e só devem ser retomadas após a estatal obter um parceiro para o projeto, que já teve baixas contábeis bilionárias anteriormente associadas ao caso de corrupção.

Também pesou no resultado maiores custos na área de Exploração e Produção, com a devolução de blocos na fase exploratória em função de sua economicidade, disse a empresa.

  Continuação...

 
6/02/ 2015. Brazil's Petrobras may pick a new chief executive and other top manage REUTERS/Paulo Whitaker