CPFL lucra R$240 mi no 2° tri com melhor resultado em distribuição e renováveis

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 20:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A holding CPFL Energia teve um lucro líquido de 240 milhões de reais no segundo trimestre, com avanço de 166,1 por cento na comparação anual, puxado principalmente por um melhor resultado nas áreas de distribuição e geração renovável, informou a empresa nesta quinta-feira.

A companhia, maior elétrica privada do Brasil, teve uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 902 milhões de reais no período, alta de 30,2 por cento na comparação anual.

O consumo de energia na área de concessão das distribuidoras do grupo teve retração de 2 por cento em geral, mas foi registrado um ligeiro aumento de 0,4 por cento nas vendas para o mercado cativo.

Também houve contribuição da entrada em operação de 75,6 megawatts em usinas eólicas da controlada CPFL Renováveis, que ao final do trimestre apresentou uma produção total 20 por cento superior à registrada no mesmo período de 2015.

A companhia também reportou uma redução no descompasso entre seus custos e as tarifas cobradas dos clientes de suas distribuidoras e uma melhor geração de caixa, que ajudaram a reduzir seu endividamento medido pela relação entre lucro líquido e Ebitda para 3,10 vezes, ante 3,42 vezes no final de março.

A companhia fechou o segundo trimestre com um caixa de 5,46 bilhões de reais, 24 por cento acima do registrado no final de março, e dívida líquida de 13,45 bilhões de reais.

A CPFL atua em distribuição, comercialização, geração e transmissão de energia, sendo líder de mercado no segmento de distribuição, com 13 por cento de participação no segmento, e a segunda maior geradora privada, com 3,14 gigawatts em usinas.

(Por Luciano Costa)