SAP, maior fabricante de software da Europa, revê avaliação anual de funcionários

sexta-feira, 12 de agosto de 2016 19:43 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A alemã SAP, fabricante de software usado para avaliar a performance de milhões de empregados ao redor do mundo, está desistindo de suas próprias avalições de performance anuais por considerá-las muito caras, demoradas e frequentemente desmotivantes.

Já considerada por líderes empresariais como a chave para melhora na produtividade, as avaliações anuais estão ficando fora de moda em empresas como a IBM, Gap e a até mesmo a General Electric, cujo presidente-executivo Jack Welch popularizou o sistema.

A SAP, que nos últimos dois anos teve um presidente-executivo norte-americano e emprega quase um terço de sua equipe nos EUA, é uma das primeiras grandes companhias europeias a aderir à tendência que começou do outro lado do Atlântico.

O ritual da revisão anual de desempenho é amplamente detestado por empregados.

"O sistema antigo é muito estático", disse o chefe de recursos humanos da SAP na Alemanha, Wolfgang Fassnacht. "Ele não reflete mais as circunstâncias dinâmicas em que estamos operando."

A SAP está testando um novo processo, que inclui mais conversas regulares com cerca de 8 mil funcionários e visa implementar o sistema para todos os seus quase 80 mil funcionários no ano que vem.

A SAP é líder mundial em software de recursos humanos (RH) e fez uma grande aposta em ferramentas de gerenciamento de desempenho com a aquisição por 3,4 bilhões de dólares da empresa de computação em nuvem norte-americana successfactors.com em 2012.

(Por Harro Ten Wolde e Ilona Wissenbach)