Reino Unido preencherá buraco de 4,5 bi de libras em financiamentos pela UE após deixar bloco

sábado, 13 de agosto de 2016 17:57 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido vai preencher um buraco de 4,5 bilhões de libras (5,8 bilhões de dólares) em financiamentos para a agricultura, universidades e suas regiões que será aberto após sair da União Europeia, afirmou o ministro das Finanças, Philip Hammond.

Cientistas, agricultores e outros que recebiam financiamento da UE estavam enfrentando incertezas após o Reino Unido ter votado em 23 de junho para sair do bloco. Hammond os tranquilizou neste sábado ao dizer que o governo britânico irá preencher esta lacuna.

Hammond disse a jornalistas que o Reino Unido precisa de cerca de 4,5 bilhões de libras por ano para preencher o buraco que será deixado pelo fim do financiamento pela UE, embora a data de partida do bloco ainda possa estar um pouco distante. A primeira-ministra britânica, Theresa May, tem dito que não irá iniciar neste ano o processo de saída, que leva dois anos.

"Nós reconhecemos que muitas organizações em todo o Reino Unido que se beneficiam com financiamento da UE, ou que esperam começar a receber financiamento, querem garantias sobre o fluxo de financiamento que receberão", disse Hammond em um comunicado.

Segundo a Full Fact, uma agência de checagem independente, o governo britânico pagou cerca de 13 bilhões de libras para a UE no ano passado, e recebeu de volta 4,5 bilhões de libras em financiamentos.

"Claramente, se pararmos de fazer contribuições para a União Europeia haverá dinheiro disponível para ser investido em nossa própria economia", afirmou Hammond quando perguntado pela imprensa sobre os mecanismos de financiamento após a partida do Reino Unido da União Europeia.

(Por Sarah Young)