Rússia tem falta de armazéns para grãos em meio a safra recorde, diz indústria

terça-feira, 16 de agosto de 2016 10:31 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia enfrenta uma falta de capacidade de armazenamento de grãos num momento em que o país caminha para produzir uma safra recorde de cereais na era pós-soviética, disse nesta terça-feira o presidente de um grupo de produtores.

A União dos Grãos da Rússia prevê uma safra de grãos entre 114 e 118 milhões de toneladas, incluindo 69,5 milhões de toneladas de trigo.

A Rússia tem cerca de 120 milhões de toneladas em capacidade de armazenamento de grãos, mas apenas 40 por cento das unidades são capazes de garantir uma estocagem de boa qualidade, disse o presidente do grupo, Arkady Zlochevsky.

Como resultado, ele disse que espera que o governo retire um imposto sobre exportações de trigo, que segundo ele reduz as receitas dos produtores em cerca de 50 bilhões de rublos (782 milhões de dólares).

O Ministério da Agricultura disse em nota que a falta de capacidade de armazenagem de grãos doméstica só acontecerá em algumas regiões da Sibéria se a Rússia colher 115 milhões de toneladas em grãos. Mas a pasta mantém sua projeção para a safra em até 110 milhões de toneladas.

O mercado tem pressionado há tempos pelo cancelamento do imposto de exportações, que atualmente é definido em um mínimo de 10 rublos por tonelada, mas pode subir se a moeda local desvalorizar.

Zlochevsky prevê exportações de grãos pela Rússia em 2016/17 em 38,5 milhões de toneladas, incluindo 28 milhões de toneladas de trigo.

(Por Olga Popova)