Índice europeu de ações recua das máximas de 7 semanas com queda na ação da Schindler

terça-feira, 16 de agosto de 2016 13:55 BRT
 

LONDRES (Reuters) - As ações europeias recuaram das máximas de sete semanas nesta terça-feira, pressionadas por papéis do setor industrial após a empresa suíça Schindler piorar suas projeções para 2016.

O STOXX 600 caiu 0,79 por cento, a 343 pontos, afastando-se da máxima desde a decisão britânica de sair da União Europeia (UE), com o índice ainda acumulando queda de 6 por cento em 2016. O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 perdeu 0,76 por cento, a 1.352 pontos.

A ação da Schindler Holding AG caiu 4,39 por cento, a maior perda no índice STOXX, depois de ter cortado sua previsão de crescimento de receita para o ano, conforme o aumento da incerteza no mercado de construção chinês e a recessão no Brasil continuam prejudicando a fabricante suíça de elevadores.

Já as ações de mineradoras ganharam, com a Antofagasta saltando 8,66 por cento, depois que a empresa animou os investidores com pequeno aumento nos lucros do meio do ano.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,68 por cento, a 6.893 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,58 por cento, a 10.676 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,83 por cento, a 4.460 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,21 por cento, a 16.792 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,13 por cento, a 8.621 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,20 por cento, a 4.757 pontos.

(Por Alistair Smout)