Moody's eleva previsão para mercados emergentes em 2016 e 2017

quarta-feira, 17 de agosto de 2016 20:25 BRT
 

(Reuters) - A agência Moody's elevou nesta quarta-feira a previsão para as maiores economias emergentes para 2016 e 2017, fixando o crescimento para mercados emergentes do G20 em 4,4 por cento neste ano e 5 por cento para 2017.

Analistas da Moody's disseram em nota esperar que o crescimento dos mercados emergentes se estabilize, mas previram crescimento aumentado para alguns países e queda para outros.

A Moody's elevou a perspectiva para o Brasil, Rússia e China. Turquia e África do Sul tiveram as previsões reduzidas.

"Estamos vendo uma certa estabilização... o fluxo de capital parece estar voltando forte", disse Madhavi Bokil, vice-presidente da Moody's e um dos autores do relatório. "A volatilidade do mercado financeiro diminuiu, e no caso dos emergentes no geral estamos vendo alguma melhora."

A Moody's espera que o Brasil retome o crescimento em 2017 após recuar 3,8 por cento em 2015 e até 4 por cento neste ano. Bokil atribuiu a melhora a um aumento nos negócios e na confiança de investidores no Brasil desde que o presidente interino Michel Temer assumiu o cargo.

A Rússia, cuja economia encolheu 3,7 por cento em 2015 e cuja expectativa é de nova contração neste ano, tem previsão de crescer até 2 por cento em 2017 graças a preços mais fortes no petróleo e à produção industrial, afirmou a Moody's.

(Por Dion Rabouin)