Dólar cai à casa dos R$3,20 e interrompe seis altas seguidas por BC

sexta-feira, 19 de agosto de 2016 18:15 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda frente ao real e interrompeu sequência de seis altas consecutivas nesta sexta-feira, com a redução da intervenção do Banco Central no câmbio e movimentos de realização de lucro ofuscando a alta da moeda norte-americana no exterior e de preocupações com os rumos fiscais do Brasil.

O dólar recuou 0,81 por cento, a 3,2071 reais na venda, após subir nas seis sessões anteriores e acumular valorização de 3,23 por cento no período. Na semana, acumulou alta de 0,69 por cento, segundo avanço semanal consecutivo.

O dólar futuro recuava cerca de 1 por cento no fim desta tarde.

"A mudança nos swaps traz uma ajuda marginal, faz o real ter desempenho melhor que outras moedas em um dia de alta do dólar como hoje", disse o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

O BC retomou nesta sessão o ritmo mais lento de intervenções no câmbio que adotou no início deste mês, vendendo apenas 10 mil swaps reversos, equivalentes a compra futura de dólares. Entre 11 e 18 de agosto, havia pisado no acelerador e vendido diariamente 15 mil contratos.

A redução no ritmo de intervenção veio após o dólar subir por seis sessões consecutivas e voltar a se aproximar de 3,25 reais. Em comparação, a mudança anterior aconteceu quando a moeda norte-americana era negociada perto de 3,10 reais, nos menores níveis em mais de um ano.

Cotações baixas tendem a prejudicar a indústria, já que reduzem os preços de produtos exportados. Por outro lado, a alta do dólar pode pressionar a inflação, encarecendo importações.

A redução na intervenção do BC abriu espaço para realizações de lucro. "Uma hora, o mercado precisa dar um respiro", resumiu o diretor de câmbio do Banco Paulista, Tarcísio Rodrigues.   Continuação...

 
Em foto de arquivo, notas de dólar são vistas em banco no Colorado
03/11/2009   REUTERS/Rick Wilking/File Photo