Fed está próximo de atingir meta de emprego e inflação, diz Fischer

domingo, 21 de agosto de 2016 11:37 BRT
 

(Reuters) - O Federal Reserve, banco central norte-americano, está perto de bater suas metas de pleno emprego e de 2 por cento de inflação, afirmou o vice-chair do Fed, Stanley Fischer, neste domingo, em comentários que não incluíram quando o banco deve elevar os juros.

O Fed tem sugerido que poderia aumentar as taxas em 2016, uma vez que apertou a política em dezembro pela primeira vez em quase uma década, mas os investidores têm dúvidas que o banco central vai seguir com essa orientação.

Fischer fez uma avaliação geral otimista da força atual da economia, dizendo que o mercado de trabalho estava perto do pleno emprego e ainda melhorando.

"Estamos perto de nossas metas", Fischer disse em comentários preparados para uma conferência em Aspen, Colorado.

A fala de Fischer precedeu o discurso da chair do Fed, Janet Yellen, agendado na sexta-feira e rodeado de expectativas sobre orientação para a política de taxa de juros.

Fischer, que afirmou no passado que o Fed precisava ser cauteloso ao ser muito lento no aumento das taxas de juro, não fez tal argumento neste domingo.

Ao mesmo tempo, seus comentários não foram inconsistentes com esse tipo de visão. Ele disse que o ritmo de crescimento do emprego deste ano, mais lento do que no ano passado, era "mais do que suficiente" para o mercado de trabalho para continuar melhorando.

"O comportamento do emprego tem sido notavelmente resiliente", disse ele.