Reunião que definirá primeiras concessões de Temer deve ocorrer em 12 de setembro

segunda-feira, 22 de agosto de 2016 13:10 BRT
 

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal deve adiar para o dia 12 de setembro a primeira reunião do conselho do Programa de Parceria e Investimentos (PPI), na qual serão definidas as primeiras concessões e privatizações do governo do presidente interino Michel Temer, disse à Reuters uma fonte do governo a par do assunto.

Inicialmente, estava previsto que a reunião ocorreria nesta semana, no dia 25, mas internamente avaliou-se que seria melhor mudar a data para que o lançamento das concessões não coincidisse com o início do julgamento final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A previsão é que o processo se encerre no fim de agosto.

Além disso, uma vez confirmado o afastamento de Dilma, o presidente Temer deve viajar à China no início de setembro para a reunião do G-20.

A reunião do PPI, presidida pelo próprio Temer, ocorreria após seu retorno.

O anúncio deve conter uma lista de concessões mais "imediatas", como as concessões dos aeroportos de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Fortaleza (CE) e dos terminais de passageiros dos portos de Fortaleza e Recife (PE).

Além disso, deve haver uma outra relação de projetos a serem concedidos ou privatizados no médio prazo, com leilões que podem ocorrer em até um ano, como das distribuidoras de energia da Eletrobras.