Wall St fecha em queda sob peso dos setores de saúde e matérias-primas

quarta-feira, 24 de agosto de 2016 18:11 BRT
 

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street fechou em queda nesta quarta-feira, pressionada por fraqueza nos setores de matérias-primas e saúde, com investidores ainda avaliando a possibilidade de um aumento de juros nos Estados Unidos nos próximos meses.

O índice Dow Jones recuou 0,35 por cento, a 18.481 pontos. O índice Standard & Poor's 500 perdeu 0,52 por cento, a 2.175 pontos. O índice Nasdaq retrocedeu 0,81 por cento, a 5.217 pontos.

O índice do setor de saúde recuou 1,6 por cento, maior perda desde 24 de junho. A queda foi influenciada pelo tombo de 5,4 por cento do papel da Mylan, com crescente pressão política sobre a companhia na esteira do aumento de preços para seu produto para tratamento de alergias, EpiPen.

Já o setor de matérias-primas recuou 1,2 por cento, com papéis como Newmont Mining e Freeport-McMoRan na ponta negativa do S&P 500 com quedas de mais de 7 por cento. Os preços do ouro caíram à mínima em um mês, reagindo à força do dólar.

O mercado aguarda o discurso da chair do Federal Reserve, Janet Yellen, em Jackson Hole na sexta-feira, em busca de pistas sobre a direção da política monetária.

Recentes declarações de algumas autoridades do banco central norte-americano, incluindo o vice Stanley Fischer, têm alimentado expectativas de que Yellen sinalize um aumento de juros em setembro.